PÃO - DEVO EVITAR?



Pão
Devo evitar?

Um dos primeiros alimentos a ter o seu consumo excluído, quando o objetivo é a perda de peso, é o pão. Isso é correto?

Em qualquer plano alimentar, independente do objetivo que a pessoa tenha, perda, manutenção ou ganho de peso, o foco deve ser no equilíbrio dos alimentos consumidos. Sendo assim, em caso de pessoas saudáveis, nenhum alimento deve ser excluído, mas sim, consumido com moderação e, de preferência, de acordo com as quantidades recomendadas especificamente para aquela pessoa.

Em algumas dietas radicais, o consumo de carboidratos e, principalmente, do pão é excluído. Podemos começar a pensar nas consequências dessas atitudes a longo prazo se considerarmos que a principal fonte energética para o funcionamento cerebral é a glicose, e que a melhor maneira de obtermos esse componente é a partir do consumo de carboidratos.

Bem, concluímos então que, mesmo que o objetivo seja o emagrecimento, não devemos fazer exclusões, muito menos de carboidrato e, nesse caso, de pão. Então, existe um pão mais recomendado e um tipo de pão não recomendado?
Sim, podemos afirmar que, em um processo de reeducação alimentar, em que a maioria das pessoas objetiva a redução de seu percentual de gordura corpóreo (emagrecimento), os carboidratos mais indicados sempre serão os carboidratos complexos, ou seja, aqueles “ricos em fibras”. Identificam-se como carboidrato complexo as massas, arroz e farinhas integrais, além de grãos, cereais e sementes. No caso do pão, o mais recomendado é o integral, pois é um alimento rico em fibras.

Os pães integrais possuem vários ingredientes que são considerados funcionais, ingredientes que favorecem a saúde. Além de favorecer a mastigação adequada, em sua maioria, atuam na manutenção de níveis normais de colesterol e glicose sanguínea e no funcionamento adequado do intestino.

O consumo de pão integral, que possui consistência mais firme que o pão branco, favorece a mastigação mais lenta, prolongando o tempo de digestão e interferindo na sensação de saciedade o que, em consequência, facilita o controle de peso.

Para que possamos ter o aproveitamento total dos benefícios do pão integral, o ideal é treinarmos o processo de mastigação, quanto mais lenta melhor, e beber muita água ao longo do dia.

* Como posso saber se o pão que vou adquirir é o mais recomendado?

Na hora da compra, o ideal é conferir o teor de fibras e o teor de gorduras nos rótulos contidos nas embalagens dos alimentos. O pão que deverá ser adquirido é o que contiver mais fibra e menos gordura saturada e/ou trans (.) em sua composição e, além disso, o que tiver a consistência mais firme. O indicado, também, é sempre variar as marcas e os tipos de pães integrais, objetivando diversificar os nutrientes ofertados no plano alimentar.

Para saber as quantidades adequadas de cada alimento que deve consumir ou evitar, você deve procurar um profissional especializado. Dê preferência, a um nutricionista que avaliará os seus hábitos, os seus desejos e tentará adequar à sua rotina de vida a melhor maneira de atingir a mudança alimentar e os seus objetivos.

A partir de agora, antes de começar qualquer mudança alimentar, informe-se!

Tenha sempre uma vida saudável e consciente!




Fabiana dos Reis Ayres
Nutricionista
CRN2 6314
Especialista em Nutrição Clínica e Terapêutica Nutricional.
Especialista em Qualidade de alimentos
Autora do livro e cd "Lili e a alimentação saudável".
Idealizadora do Espetáculo teatral musical infantil "Lili e o desafio da pirâmide alimentar".


Pubicado em 12.07.2011



Voltar





    


RS Host - Desenvolvimento de Site Grátis com Hospedagem em Porto Alegre RS