RADICAIS LIVRES E ANTIOXIDANTES



O QUE SÃO RADICAIS LIVRES?

Os radicais livres são substâncias produzidas normalmente pelo próprio organismo. Em quantidades adequadas, favorecem a imunidade, a cicatrização e a coagulação sanguínea. São moléculas que possuem número ímpar de elétrons, ou seja, um de seus radicais está livre para se ligar em outra substância.

Quando esses radicais aparecem em número elevado no organismo, podem causar danos à saúde, pois a tendência é ligarem-se a moléculas prejudiciais ao organismo. Nessas condições causam danos às células, podem acelerar o envelhecimento e propiciar o aparecimento de doenças.

Em condições normais, o organismo neutraliza os radicais livres. Porém, quando o nível dessas substâncias aumenta, ocorre um acúmulo de impurezas que pode gerar desde cansaço, até doenças degenerativas, como a osteoporose e o câncer.

O QUE INTERFERE NA PRODUÇÃO DE RADICAIS LIVRES?

O aumento do número de radicais livres é favorecido pelo fumo, poluição, alimentos que contém agrotóxicos, estresse, álcool, radiação, etc.

Existe relação entre o aumento de radicais livres e o envelhecimento da pele. O consumo adequado de vitaminas A, E, C e de minerais, como selênio e zinco, pode alterar esse processo de envelhecimento.

COMO COMBATER OS RADICAIS LIVRES?

Para combater os radicais livres, é recomendado o consumo de alimentos antioxidantes. Os antioxidantes são substâncias que têm por característica diminuir ou bloquear as reações de oxidação induzidas pelos radicais livres. Dentre os antioxidantes naturais e dietéticos, destacam-se algumas vitaminas e minerais, originárias da alimentação in natura, composta por frutas, verduras, legumes, oleaginosas e óleos vegetais.

O conjunto de nutrientes presentes nos alimentos propicia proteção à saúde, e não um nutriente isolado. A alimentação equilibrada, rica em antioxidantes, pode combater os radicais livres, contribuindo para retardar os efeitos do envelhecimento e melhorar o estado geral do organismo.

O ideal, segundo diretrizes brasileiras, é haver o consumo diário de três porções de frutas e três porções de legumes e verduras. Tal consumo deve ser variado e ocorrer nas diferentes refeições durante a semana.

QUEM SÃO OS ANTIOXIDANTES?

Um dos antioxidantes mais abundantes na dieta são os polifenóis e suas maiores classes são flavonóis, catequinas ou flavonas, anticianidinas e isoflavonas. Embora exerça efeitos antioxidantes o consumo em excesso interfere na absorção de nutrientes como o ferro, cálcio, aminoácidos e proteínas presentes no trato gastrointestinal. Por esse motivo, o consumo elevado (suplementação) deve ocorrer sob orientação médica ou de um nutricionista.

Fontes de polifenóis e flavonóides: Chá verde, suco de uva, sementes de uva, ameixa, uva-passa, cacau, vinho tinto, frutas (maçã, uva, morango), vegetais (cebola, couve, vegem, brócolis), sementes e especiarias.

O selênio é um antioxioxidante essencial para o organismo, mas tóxico em grandes concentrações.

Fontes de selênio: Castanha-do-pará, frutos do mar, aves e carnes vermelhas, grãos de aveia e arroz integral.

A vitamina E é um componente estrutural da membrana celular que garante o funcionamento adequado do organismo. O consumo de alimentos ricos nesse antioxidante concomitantemente com alimentos ricos em vitamina C apresenta maiores efeitos benéficos.

Fontes de vitamina E: Grãos de cereais e seus óleos, carnes, ovos, peixes, produtos lácteos, gérmem de trigo, azeite, brócolis e óleos vegetais (girassol, milho, canola, amêndoa).

A vitamina C é um dos antioxidantes que está envolvido em múltiplas funções biológicas. Uma dessas funções é a síntese de colágeno.

Fontes de vitamina C: Acerola, caju, goiaba, frutas cítricas, brócolis, couve, couve-flor e tomate.

O Zinco participa da estrutura da enzima superóxido dismutase, sendo essencial para a função normal do sistema antioxidante endógeno, além de ser um potente estabilizador das membranas celulares, de proteínas estruturais e da sinalização celular.

Fontes de zinco: Ostras, alimentos de origem animal, frutos secos, leguminosas e gérmem de trigo.

Fabiana dos Reis Ayres
Nutricionista
CRN2 6314
Especialista em Nutrição Clínica e Terapêutica Nutricional.
Especialista em Qualidade de alimentos
Autora do livro e cd "Lili e a alimentação saudável".
Idealizadora do Espetáculo teatral musical infantil "Lili e o desafio da pirâmide alimentar".








Voltar





    


RS Host - Desenvolvimento de Site Grátis com Hospedagem em Porto Alegre RS